“A julgar pelas fotografias, é um panda albino com um ou dois anos”, disse o investigador da Universidade de Pequim Li Sheng, citado pela agência oficial de notícias Xinhua.

As imagens do animal foram captadas por uma câmara infravermelha a cerca de 2.000 metros acima do nível do mar.

O panda foi avistado a passear na Reserva Natural de Wolong, conhecida como a casa dos pandas gigantes, espécie ameaçada e que tem sido alvo de vários programas de preservação nos últimos anos.

Este panda, sem manchas no corpo e com os olhos aparentemente vermelhos, prova que “os genes do albinismo existem na população de pandas gigantes selvagens em Wolong”, indicou o especialista.

“O panda parecia forte e os seus passos eram estáveis, um sinal de que a mutação genética” não impediu o seu desenvolvimento, disse Li.

Os pandas gigantes selvagens vivem em zonas isoladas e montanhosas e são vistos muito poucas vezes no ‘habitat’ natural.

ler mais