A cabra núbia de três anos e longas orelhas brancas ultrapassou na terça-feira nas urnas 15 outros candidatos, entre os quais o hamster Crystal e vários cães e gatos.

Fair Haven, com uma população de cerca de 2.500 pessoas, não tem a dirigi-la um presidente da câmara oficial, mas um “gerente municipal” (“town manager”), Joseph Gunter, encarregado de funções similares.

Foi ele quem, ao ler no jornal que uma aldeia do Michigan, Omena, tinha feito de um gato, Sweet Tart, o novo presidente da autarquia, teve a ideia de organizar umas eleições semelhantes com o objetivo de recolher fundos para a construção de um parque infantil.

Com 13 votos, Lincoln, a cabra do professor de matemática da escola primária, venceu à justa o cão Sammie.

No decurso do seu mandato de um ano, ela terá sobretudo um papel de representação nos diversos eventos que marcam a vida de Fair Haven.

“A parada do Memorial Day, o Festival das Maçãs e o entretenimento que propomos todas as sextas-feiras durante o verão”, enumerou Joseph Gunter, citado pela agência noticiosa francesa AFP.

Só uma centena de dólares – à razão de cinco dólares por candidatura – foi obtida para o parque infantil, mas esta eleição animal foi também, segundo o “gerente municipal” de Fair Haven, “uma boa forma de interessar as crianças pela democracia local”.

Quanto à participação, “foi fraca (53 votos expressos), mas foi uma estreia”, observou, acrescentando: “Esperamos que seja superior no próximo ano”. Lincoln assumirá oficialmente na próxima terça-feira as suas novas funções.

LUSA

ler mais