Em comunicado, as autoridades alfandegárias explicam que vários tipos de tartarugas foram encontradas no domingo dentro de quatro peças de uma bagagem deixada por um passageiro filipino que chegou ao Aeroporto Internacional Ninoy Aquino num voo da Philippine Airlines, a partir de Hong Kong.

As 1.529 tartarugas foram entregues ao departamento do meio ambiente e recursos naturais unidade de monitoramento do tráfego de vida selvagem.

Segundo a agência de notícias Associated Press, as condenações por comércio ilegal de animais selvagens são puníveis com pena de prisão de até dois anos e multa de até 200 mil pesos (3.405 euros).

Em 2018, as autoridades filipinas entregaram 560 animais selvagens e espécies em extinção, incluindo 250 lagartixas e 254 corais contrabandeados através de encomendas aéreas, bagagens e remessas, indica o comunicado.

LUSA