As guidelines “Animais na publicidade: uma preocupação social” (Pets in advertisinng: a social concern) foram elaboradas com o apoio de veterinários e de organizações associadas à causa animal com o objetivo de ajudar os publicitários na utilização de animais de companhia nas suas campanhas. 

Este documento surge depois de a BVA ter concluído, num estudo, que 44% dos veterinários reportavam ter visto no último mês campanhas publicitárias que não retratavam corretamente o comportamento animal. Outros 31% disseram que viram animais a serem utilizados em cenários pouco seguros e 24% viram anúncios que mostravam animais em ambientes inadequados.

“A BVA reconhece que as campanhas de marketing usam imagens de animais de maneiras diferentes, para atingir diferentes audiências e que as situações descritas nesses materiais são nem sempre têm a intenção de refletir ou de incentivar comportamentos diários. O poder e o alcance da publicidade podem ser aproveitados para promover a saúde e o bem-estar animal e este documento destina-se a apoiar os publicitários na tomada de decisão”, explica a BVA no documento.

Estas orientações defendem que o bem-estar animal deve assentar em cinco pilares: na necessidade de um ambiente adequado; na necessidade de uma dieta adqueada; na necessidade de exibir padrões de comportamentos normais; na necessidade de estar perto, ou afastado, de outros animais; e, por fim, a necessidade de ser protegido da dor, sofrimento, lesões ou doenças;

As guidelines podem ser consultadas aqui.

MS

ler mais